FORMAÇÃO INTEGRAL EM TEMPOS DE COVID-19

FORMAÇÃO INTEGRAL EM TEMPOS DE COVID-19

Transformando a Educação em Bolívia.

A crise sanitária da COVID-19, em vez de redefinir a história acelerou-a, e todos os setores, incluindo a educação, tiveram que se adaptar ao novo contexto; UNIFRANZ nos fala sobre seu aprendizado

#UNIFRANZ#InovaçãoemEducação#EsteVirusOParamosJuntos

A chegada da COVID-19 mudou drasticamente a maneira como pensamos, trabalhamos e interagimos como sociedade, de modo que cada setor teve que se adaptar ou se reinventar para não desaparecer no novo contexto global.

A educação não parou e continuo seu desenvolvimento para o bem dos estudantes, mas como pode ser que um setor que foi exposto a tantas mudanças conseguiu se adaptar tão rapidamente?

NUEVO MODELO DE APRENDIZAJE BLENDED LEARNING

Introducimos nuestro Nuevo Modelo de Aprendizaje 𝗕𝗹𝗲𝗻𝗱𝗲𝗱 𝗟𝗲𝗮𝗿𝗻𝗶𝗻𝗴, combinamos lo mejor del aprendizaje presencial y virtual.#Unifranz #InnovaciónEnEducación 𝗟𝗮𝗻𝘇𝗮𝗺𝗶𝗲𝗻𝘁𝗼 𝗔𝗴𝗼𝘀𝘁𝗼 𝟮𝟬𝟮𝟬

Posted by UNIFRANZ on Wednesday, July 1, 2020

O passado nos preparou

Dois elementos importantes foram dados para que o setor educacional possa lidar com esse momento de grandes mudanças.

Primeiro, a introdução e uso da tecnologia nos processos educacionais. A curva de aprendizado e a criação de uma plataforma própria, teriam sido muito complexas, motivo pelo qual as melhores universidades do mundo usaram a tecnologia disponível para gerar multiplataformas educacionais, combinando plataformas de interação e repositório reconhecidas globalmente, como: Moodle, Zoom, Meet, Hangout, Schoology e Classroom.

A segunda chave foi a constante busca por inovação nos processos de aprendizagem, por exemplo, os estudantes da UNIFRANZ estavam acostumados a espelhar aulas com universidades de outros países que se assemelham às aulas virtuais que ocorrem hoje. Mas, sem dúvida, o que aconteceu em outubro preparou o setor para essa nova situação. Portanto, os resultados no caso da UNIFRANZ são surpreendentes; mais de 13.000 estudantes em todo o país aprendem em plataformas virtuais, em mais de 63.000 aulas desenvolvidas e 95% da comunidade universitária interagindo ativamente.

Aprendizagem Internacional

As experiências europeias nos mostram a importância de apoiar professores em todos os níveis, não apenas por meio do treinamento em ferramentas digitais, mas também, na socialização de boas práticas de ensino.

Sem dúvida, estamos em um contexto de alta colaboração internacional para alcançar a inovação educacional; portanto, a UNIFRANZ concretou seus esforços na organização de um Bootcamp internacional; “ Compartilhando as melhores experiências em tempos de crise”. Em suas três versões, mais de 7000 professores de todos os níveis do sistema educacional boliviano foram treinados no uso de ferramentas tecnológicas, como o aplicativo Lab4You, para abordar didaticamente a ciência a partir de um telefone celular. “Bilhões de pessoas em todo o mundo carregam ferramentas poderosas nos bolsos, ferramentas que têm o poder de transformar a educação científica”, Komal Dadlani, fundadora de Lab4You.

La crisis sanitaria del COVID-19, más que redefinir la, historia la aceleró y todos los sectores, incluida la educación, debieron adaptarse al nuevo contexto; UNIFRANZ nos cuenta su aprendizaje. https://acuerdos.com.bo/

Posted by Semanario Acuerdos on Wednesday, July 1, 2020

Competências: As novas habilidades

Todas as universidades e especialistas falam sobre competências, mas essa definição é abstrata para o denominador comum e até distante para a grande maioria de instituições de formação. O conceito de educação baseada em competências é um método de aprendizado que prioriza as habilidades que os estudantes adquirem ao longo do tempo que passam nas aulas. Em resumo, os alunos são avaliados de acordo com seu domínio das habilidades e/ou resultados obtidos. Por esse motivo, o ritmo de aprendizado é individualizado e, portanto, de acordo com as demandas do mundo laboral.

Finalmente, como disse o convidado principal de UNIFRANZ EDU Lab, Cesar Bona; melhor professor da Espanha e entre os 50 melhores professores do mundo, de acordo com o Prêmio Global de Professores,

“Que se fale de educação é positivo: esse é o verdadeiro prêmio”

Entre todos os atores envolvidos, queremos alcançar a transformação do sistema educacional na Bolívia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *